10 / 01 / 2019 - 18h03
Atlético-MG tem audiência final por dívida de Otero; decisão sai em um mês

A disputa entre Atlético-MG e Huachipato, do Chile, por uma dívida de US$ 600 mil (R$ 2,2 milhões) referente à venda de Rómulo Otero para os mineiros, em 2017, teve um novo capítulo. O caso foi julgado no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) nesta quinta-feira (10).

A sentença só deve ser conhecida em 11 de fevereiro, conforme apurado pelo UOL Esporte. Os chilenos demonstram otimismo em relação à apreciação do TAS. Os atleticanos, por outro lado, contestam o pedido dos gringos.

Marcelo Pesce, presidente do Huachipato, fala sobre o caso à reportagem: "De acordo com o que me disseram [os advogados], a audiência foi muito positiva para o clube", escreveu por meio de mensagem telefônica.

Os chilenos pedem um montante pelo empréstimo de Otero ao Al-Wehda, da Arábia Saudita. Na ocasião, os atleticanos receberam US$ 5 milhões (R$ 18,6 milhões na cotação atual) pelo acordo. Os mineiros descartaram dividir a quantia na audiência ocorrida no TAS e alegam que o repasse não estava estabelecido em contrato.

O Atlético contesta também os juros aplicados na dívida de US$ 600 mil, valor referente a uma parcela da compra de 50% dos direitos econômicos do venezuelano.

O Atlético vendeu Rómulo Otero ao Al Wehda, da Arábia Saudita, por US$ 5 milhões depois de receber o mesmo valor pelo empréstimo. Como detinha 50% dos direitos econômicos, os mineiros terão direito somente a metade do montante - US$ 2,5 milhões (R$ 9,31 milhões). O pagamento é feito em duas parcelas. A primeira foi paga em 31 de dezembro de 2018. A segunda será depositada em março de 2019.

A Fifa chegou a julgar o caso em agosto passado. Na ocasião, a entidade proibiu o Atlético de realizar contratações e o obrigou a realizar o pagamento da dívida. O Galo, entretanto, recorreu ao TAS e conseguiu derrubar a decisão.


FONTE : UOL
   


Publicidade