Inter: Taison quer voltar, mas Inter não vê possibilidade de negociação
 09 / 07 / 2018 - 12h19
Inter: Taison quer voltar, mas Inter não vê possibilidade de negociação

Taison repetiu algo que diz sempre que possível: pretende voltar ao Inter. Mas ao que tudo indica não será dessa vez. Na avaliação do clube gaúcho, não é possível acreditar no regresso do atacante que disputou a Copa do Mundo.

"Meu desejo sempre é voltar para o Inter, tenho um carinho especial. Mas tenho muitas coisas para conversar, é difícil sair lá. Tudo é motivo de conversa, e vamos conversar", disse o jogador no retorno ao Brasil ao Sportv.

Porém, não será tão simples assim. Segundo o diretor executivo de futebol do Inter, Rodrigo Caetano, não é possível acreditar num desfecho positivo, mesmo que fosse muito interessante.

"Eu adoraria que fosse factível, mas não vou trazer uma expectativa falsa ao torcedor. O Taison renovou o contrato dele faz seis meses, a condição financeira até mesmo para clubes europeus contratarem ele é totalmente diferente do que podemos oferecer. A vontade dele em voltar ao Inter não supera a vontade do Inter de ter ele aqui um dia, mas para se tornar realidade agora é muito pouco provável pela situação financeira que temos. Precisamos encarar isso com responsabilidade e sem gerar falsas expectativas, porque junto com a expectativa vem a frustração. Quando estivemos com algo concretizado ou perto de concretizar, vamos informar ao torcedor, não é o caso do Taison", explicou à Rádio Grenal.

Com 30 anos, Taison disputou 36 jogos e marcou sete gols na última temporada pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Esteve no grupo do Brasil durante a Copa do Mundo, só que acabou não entrando nos jogos.

A ligação ao Inter se dá pela formação. O atacante é natural de Pelotas, no Rio Grande do Sul, e teve toda formação de atleta no Inter. Foi titular em três temporadas, 2008, 2009 e 2010, quando se transferiu ao Metalist, da Ucrânia.

Sem condições de firmar a contratação dele no momento, o Inter espera que ele seja vendido pelo Shakhtar e possa render lucro através do mecanismo de solidariedade da Fifa.


FONTE : UOL