26 / 10 / 2016 - 15h00
No YouTube, Xuxa investe em edição bizarra e autopromoção

Lançado há três dias, o Canal X, a investida de Xuxa no YouTube, ainda é uma incógnita. No primeiro vídeo, um teaser do canal, a apresentadora aparece em sua mansão tocando piano, interagindo com Maria, que trabalha em sua casa há trinta anos, cortando bolo e brincando com seus cachorros. No segundo, ela fala de Xuchá, espetáculo sobre sua trajetória que apresentou no último sábado, em uma festa para maiores de 18 anos no Rio de Janeiro. Já no terceiro clipe, publicado nesta terça-feira, a loira mostra os bastidores dos Meus Prêmios Nick, premiação do canal infantil Nickelodeon, em que recebeu o troféu Ajude Seu Mundo, pela sua Fundação Xuxa Meneghel.

Ainda não dá para saber quais são as intenções de Xuxa com o canal, além, é claro, de marcar presença em uma plataforma de importância crescente. Até aqui, parece ser uma repetição do que a apresentadora já faz em seu programa na Record e em suas redes sociais: autopromoção. A diferença é que, nos vídeos, a loira fala de si com a ajuda de uma edição tão estranha que tira a atenção de qualquer coisa que a imagem tente mostrar. No terceiro clipe, isso fica bastante evidente: zoom e repetição de cenas para efeito cômico (repetição que não é nada engraçada) e efeitos sonoros típicos de pegadinhas do Silvio Santos (que fazem mais sentido lá do que nos vídeos da Xuxa) deixam o espectador com uma grande dúvida sobre o que está se passando na tela do computador.

No terceiro vídeo, a loira parece querer uma forcinha de quem está nesse nicho há mais tempo. O clipe é recheado de youtubers como Kéfera, Christian Figueiredo, Ana Maria Brogui e Malena. "Faz o canal aí na nossa pegada, é amador. Faz uma bagunça, uma zoeira, a gente confia em você, a gente acredita", diz Júlio Cocielo, do Canal Canalha, em um recado para a apresentadora. Xuxa parece ter aceitado o conselho do rapaz, fazendo seus vídeos de maneira" bem amadora.

É possível que, nessa empreitada, a loira mire o público jovem, que nem sequer existia quando ela estava em seu auge e que agora consome vorazmente o conteúdo de youtubers. Mas é difícil acreditar que ela vá conseguir conquistar esses novos fãs com o tipo de vídeo que vem postando. Afinal, quem é que vai se interessar em assistir a um clipe em que ela apresenta o tal Xuchá" "Quem é Xuxa"", perguntariam os adolescentes, em primeiro lugar. E, caso dessem uma chance, logo se distrairiam com os efeitos de edição pinçado entre os piores à disposição. Nesse ponto, a apresentadora ainda tem muito a aprender com a nova geração.

(Com informações da VEJA.com)


FONTE : 180graus
   


Publicidade