26 / 10 / 2016 - 10h11
Cantor Justin Timberlake pode ser preso por selfie durante votação

Justin Timberlake pode estar em apuros com a lei. Nesta terça-feira, ele publicou em seu perfil no Instagram uma selfie junto a urna no Tennessee, onde fotografias nos locais de votação são proibidas. Pessoas que desrespeitem essa lei podem enfrentar uma pena de 30 dias na cadeia e uma multa no valor de 50 dólares. O caso de Timberlake está "sob revisão", segundo a delegacia de polícia do condado de Shelby County afirmou ao site Vulture. A fotografia continua no perfil do cantor.

Com a foto, o cantor tentou encorajar seus seguidores a votarem, uma vez que nos Estados Unidos o ato não é obrigatório. "Ei! Você! Sim, VOCÊ! Acabei de voar de Los Angeles para Memphis (capital do Tennessee) para #balançarovoto (Um trocadilho com sua música Rock Your Body, que, em tradução livre, significa balance seu corpo"). Sem desculpa, minhas boas pessoas! Pode estar tendo votações antecipadas na sua cidade também. Caso contrário, 8 de novembro! (O dia das eleições). Se você não votar, então não podemos te ouvir! Saia de casa e VOTE #exerçaseudireitodevotar)", escreveu ele.

Em agosto deste ano, o cantor e sua esposa, Jessica Biel, receberam em sua casa um evento para levantar fundos para a campanha de Hillary Clinton. Tudo leva a crer, então, que no momento da foto ele estivesse votando na candidata democrata. Diversos atores americanos se mobilizaram em prol da campanha de Hillary, entre eles a cantora Beyoncé, Ellen Degeneres, George Clooney, Scarlett Johansson e Mark Ruffalo, que prometeu postar um nude caso ela seja eleita presidente.

(Com informações da VEJA.com)


FONTE : 180graus
   


Publicidade