18 / 10 / 2020 - 07h02
Países da Europa têm recorde de casos de covid nas últimas 24h

Pelo menos três países europeus registraram recordes nos números de novos casos diários de covid-19 nas últimas 24 horas.

Na Itália, foram 10.925 contágios nesse período. O país atingiu ainda o maior número de casos ativos da doença desde o início da pandemia: são 116.935 pessoas lutando contra a doença, segundo boletim divulgado hoje pelo Ministério da Saúde italiano.

O ápice de casos ativos (cálculo que exclui os óbitos e as curas) havia sido registrado em 19 de abril, quando havia 108.257 pessoas simultaneamente com a covid-19.

A região norte da Lombardia, principal foco do surto, fechará seus bares e restaurantes a partir de sábado e suspenderá todos os eventos esportivos. O Vaticano anunciou no sábado que um caso de coronavírus foi registrado na residência de Santa Marta, onde vive o Papa Francisco.

Houve recorde de registros diários também na França, que registrou 32.427 novos casos neste sábado. Na sexta-feira (16), foram relatados 25.086 casos. Em uma tentativa de frear a disseminação do coronavírus, o governo francês decretou toque de recolher entre 21h e 6h em várias regiões do país, inclusive em Paris.

Na Alemanha, o número de novos casos diários chegou a 7.830 nas últimas 24 horas --registro que também resultou em recorde. A chanceler Angela Merkel pediu aos alemães para que fiquem em casa sempre que possível. "Esqueçam as viagens que não são necessárias, as celebrações que não são essenciais", declarou.

Após a realização de uma reunião do Conselho de Relações Exteriores da União Europeia, na última segunda-feira (12), dois participantes testaram positivo para a covid-19. Os ministros das Relações Exteriores da Áustria e da Bélgica receberam a confirmação de diagnóstico para a doença.

Alexander Schallenberg, da Áustria, e Sophie Wilmes, da Bélgica, sentaram-se lado a lado durante um café da manhã em grupo na reunião, realizada em Luxemburgo.

"Suspeita-se que Schallenberg possa ter sido infectado no Conselho de Relações Exteriores em Luxemburgo na segunda-feira", disse uma porta-voz de seu ministério em um comunicado, acrescentando que ele não apresentou sintomas e foi testado como medida de rotina.

Já Wilmes disse neste sábado que seu teste havia dado positivo, um dia depois de entrar em isolamento com suspeita de sintomas de Covid-19.


FONTE : UOL