30 / 09 / 2020 - 18h00
A filha morreu de overdose, mas a mãe diz não ter ódio do traficante

Rita Hole perdeu em 2018 sua filha Shakira Pellow, que tinha 15 anos. Ainda assim, a britânica conta que não pode continuar com uma "campanha de ódio" contra Joshua Fletcher-Ward, o traficante que vendeu ecstasy para a adolescente.

Joshua vendeu 15 tabletes de MDMA para Shakira e os amigos dela. A garota sofreu várias paradas cardíacas e falência de órgãos devido aos efeitos tóxicos da droga, morrendo no hospital no dia seguinte.

O traficante tinha 17 anos na época e foi condenado a dois anos de prisão nesta semana no tribunal de Truro, cidade da Inglaterra. "O que Shakira fez ao tomar as drogas foi um erro, mas ela pagou o preço final e isso lhe custou a vida", definiu Rita, em entrevista ao The Sun.

Apesar de não perdoar o que Joshua fez, a mãe de Shakira diz não carregar ódio, porque sabe que o traficante tem remorso desde então.

"Não posso ter ódio pelo que ele fez. Ele também cometeu um erro, mas sempre teve remorso durante todo o processo. Nada vai trazer minha filha de volta, e eu sei que ele realmente sente muito."


FONTE : UOL